Páginas

sexta-feira, 4 de maio de 2012

TIATIRA, A IGREJA TOLERANTE

 Tiatira, a igreja tolerante - Lição 6

 “Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel?” (2 Co 6.14,15).

OBJETIVOS
Identificar as principais características da igreja de Tiatira.
Saber que se tratava de uma igreja rica em obras.
Conscientizar-se de que o verdadeiro amor não é cego para o pecado.

INTRODUÇÃO
Palavra Chave
Tolerância: Ato ou efeito de tolerar; indulgência; condescendência.
Para início da aula sobre a Igreja de Tiatira, temos uma comparação com a igreja de Efeso.
Vejamos:
EFESO: - Elogiada por odiar os maus; TIATIRA: - Repreendida por tolerar o mal;
EFESO: - Faltava amor; TIATIRA: - O amor sobejava;
EFESO: - Já não amava como antes; TIATIRA: Amava mais do que antes, contudo, não era capaz de repulsar o mal.
Tiatira apesar de ser amorosa, foi reprovada por não punir devidamente uma profetisa que, à semelhança da mulher de Acabe, vinha induzindo os santos ao adultério e à idolatria.

- Contextualizando com os nossos dias,
Algumas igrejas atualmente estão vivendo a mesma história de Tiatira, onde alguns membros perderam o temor não discernindo entre o santo e profano; Ministros do Evangelho vivendo como dantes, mesmo estando em pleno pecado. (Mt. 7.21)

I. A IGREJA EM TIATIRA
Resumo do contexto histórico, político e social da cidade de Tiatira. 
1. A cidade de Tiatira.
- Tiatira, (atual Akhisar (Castelo Branco), é um distrito e uma cidade da província de Manisa, situada na Região do Egeu, no oeste da Turquia. Encontra-se no lugar onde se localizava a antiga cidade de Tiatira) foi fundada por Seleuco (311-280 a.C) com o objetivo de ser um posto militar avançado,  Era a cidade natal de Lídia (At 16.14), situada na província do mesmo nome, perto da fronteira com a Mísia, no caminho que ligava Pérgamo a Sardes. Seleuco Nicanor, depois da morte de Alexandre, colonizou-a com gregos. Adquiriu grande por seus produtos manufaturados e em especial pela arte de tingir com púrpura. Na atualidade se especializa na manufatura e tinturaria de artigos de escarlata, exportando anualmente grande quantidade para Esmirna, a cidade conta com uma população de aproximadamente 84,659 pessoas, sendo a maioria maometana. No tempo do imperador Otávio Augusto foi destruída por um grande terremoto, tendo sido reconstruída com a ajuda do Império Romano, entre 27 a.C. e 14 d.C.
- Apesar de não ter a riqueza de Éfeso, sabia usufruir do progresso que os romanos haviam trazido (os romanos conquistaram todos os estados da Anatólia entre 133 - 129 a.C. criando a Provícia da Ásia Menor) à região ao transformar a Ásia Menor numa província imperial. Sua produção de tecidos, principalmente o índigo, tornou-a famosa em todo o mundo.
Tiatira fizera-se afamada também pelas guildas (associação) que agrupavam os profissionais das mais diversas áreas; era uma espécie de sindicato.

2. A igreja em Tiatira.
Pouco se sabe sobre a história da igreja de Tiatira nos tempos dos apóstolos.
- É provável que o Evangelho tenha chegado a Tiatira através de Lídia. Evangelizada por Paulo em Filipos, tendo em vista que era sua cidade natal (At 16.14). O apóstolo haveria de confirmar o trabalho ali estabelecido em sua terceira viagem missionária (At 19.10).

II. A IDENTIFICAÇÃO DO DESTINATÁRIO
Entendo que o Ponto acima deve se ler (A IDENTIFICAÇÃO AO DESTINATÁRIO)
Jesus se apresenta ao anjo da Igreja de Tiatira como: FILHO DE DEUS; ONISCIENTE e SUPREMO JUIZ

1. Filho de Deus. (revela a divindade de Cristo; a mesma natureza)
- Jesus apresentando-se como Filho de Deus, dessa vez em sua glória (Jo 17.5). João tem o privilégio de ver o Senhor Jesus, Glorificado, uma vez que já tinha ouvido o Senhor falar da glória que tinha com o Pai, agora ele vê essa glória...
.... Você deseja O vê como Ele é (1 Jo 3.2)?

- Outro fator importante é que, quando o Senhor Jesus declara que é O Filho de Deus, fala expressamente de sua Divindade e ao mesmo tempo revela a essência do Pai em si mesmo (Jo 14.9-11), considerando que; em seu ministério terreno os discípulos já reconheciam sua divindade; Para João a visão do Filho de Deus glorificado, foi o ápice da crença no MESSIAS Redentor da humanidade.

- Por outro lado, era necessário que o anjo da igreja de Tiatira, tomasse conhecimento da mensagem e a recebesse com temor e tremor, tendo a consciência que a recebera diretamente do Cabeça e Dono da Igreja (Ef 1.2).

2. Onisciente.
- Ainda falando da natureza do Senhor Jesus Cristo, falaremos agora de um dos seus atributos, ou seja, aquilo que Ele é em sim mesmo, independente de qualquer elemento que possamos imaginar.
- Se no primeiro ponto vimos que Ele é O Filho de Deus. Logo, compartilha da mesma natureza, tem a mesma essência, assim se Deus é Onisciente, o Senhor Jesus também o é.
- Jesus é onisciente. Ele tudo sabe, tudo conhece, tudo vê (Mt 6.8; Jo 2.25; 16.30). Sonda-nos as mentes e os corações (Ap 2.23).



3. Supremo Juiz. 
O poder judiciário do Filho de Deus é simbolizado pelo bronze polido de seus pés. Ele é o Juiz Supremo de todas as coisas, porque todas as coisas foram-lhe confiadas pelo Pai (Jo 5.22; Ap 2.18). Em breve, pois, Jesus haveria de submeter a severo julgamento tanto Jezabel quanto os que com ela adulteravam. Deus não mudou. Continua a julgar os lobos que, em sua Igreja, vestem-se como cordeiros, a fim de levar as ovelhas ao pecado (Mt 7.15).

III. UMA IGREJA RICA EM OBRAS
Antes de o Senhor Jesus censurar o anjo da igreja em Tiatira, passa a destacar-lhe as qualidades. Aliás, Tiatira, conforme já adiantamos, era tão rica em obras quanto Éfeso. Além disso, fizera-se elogiável pelo amor que consagrava a Deus. No entanto, ainda não havia alcançado o padrão de Filadélfia.


1. Amor. 

O amor de Tiatira era maior do que antes, mas ainda não era perfeito. Sua imperfeição não estava em amar os maus; residia no aquiescer ao mal (1 Co 13.6,7). O amor que tolera o erro, ainda desconhece o que é certo. Deus ama o pecador, mas odeia o pecado de Jezabel e a abominação dos que, com ela, fizeram-se repugnantes aos seus olhos.

2. Serviço. 

Obreira incansável, Tiatira vinha notabilizando-se no serviço a Cristo em favor dos santos (Ap 2.19). Evangelizava, socorria os mais necessitados e tudo fazia por expandir o Reino de Deus. Imitando a apostólica Jerusalém, erguia-se como exemplo para as demais igrejas. Todavia, seu amor carecia de perfeições (1 Co 13.1-13).

3. Fé. 

Por suas obras, Tiatira demonstra a sua fé (Tg 2.18). Uma fé, aliás, que não se limitava a um mero assentimento intelectual (Tg 2.19). Sua confiança em Deus era bem fundamentada. Tinha forças não somente para realizar o impossível, mas para mostrar uma perseverança que ousava além dos limites humanos.

4. Paciência. 

A paciência é a virtude que nos capacita a suportar o insuportável (Rm 5.4). Sabemos que, juntamente com a luta, o Senhor vem com o escape sempre oportuno (1 Co 10.13). É por isso que o anjo de Tiatira mantinha-se perseverante e calmo.

5. Abundância em obras. 

O anjo da igreja em Tiatira jamais se mostrou remisso. Trabalhando e esforçando-se cada vez mais, foi elogiado por Cristo por serem as suas últimas obras mais abundantes do que as primeiras (Ap 2.19). Se as primeiras eram boas, as últimas tinham a marca da excelência.
 
IV. JEZABEL, E AS PROFUNDEZAS DE SATANÁS

Não obstante suas inigualáveis virtudes, o anjo da igreja em Tiatira foi reprovado por Cristo por estar tolerando uma mulher que, dizendo-se profetisa, encontrava-se a desencaminhar os fiéis à idolatria e à prostituição.


1. A Jezabel de Tiatira. 

Idólatra e adúltera. Assim era a mulher de Acabe conhecida entre as tribos hebreias. Por causa de sua reputação, ela serviu para nomear a profetisa que, em Tiatira, induzia os homens ao adultério e à apostasia. Curiosamente, Jezabel, em hebraico, significa casta, mas em nada diferia ela de uma rameira (2 Rs 9.22).

2. O ministério de Jezabel. 

Jezabel apareceu em Tiatira com uma nova doutrina que, em essência, era a velha mentira do Diabo (Gn 3.1-5). Apresentou um ensino novo, uma unção nova e, quem sabe, até um método novo de crescimento da igreja. Nos bastidores, era tudo isso conhecido como as profundezas de Satanás (Ap 2.24). O que parecia uma nova revelação era, na verdade, o engano antigo e caduco que levou nossos pais à ruína (2 Co 11.3).
Além de profetizar, Jezabel ascendera à categoria de mestra na igreja (Ap 2.20). Profetizando e ensinando, seduzia a todos com a sua doutrina. Como lhe fora possível tamanha ascensão sobre o ministério? Não havendo ninguém que lhe barrasse os passos, ela transtornou todo o redil e comprometeu a ortodoxia e a pureza da igreja.


3. A obra de Jezabel. 

Através de seus ensinos e profecias, a perversa Jezabel induz alguns homens à idolatria e ao adultério (Ap 2.20). Muita vigilância. Não são poucos os que, sob o manto de uma espiritualidade afetada e caricata, desviam os fiéis a práticas vergonhosas e abomináveis.
Cuidado com o rebanho que o Senhor lhe confiou (At 20.28,29). Zele pela sã doutrina e pelos bons costumes. Jamais permita que o lobo lhe devore as ovelhas, utilizando-se de seu púlpito (1 Tm 1.3; 4.16).

CONCLUSÃO
Em sua misericórdia, Deus concedeu um tempo de arrependimento a Jezabel e aos que com ela pecaram (Ap 2.21). Buscaram eles o favor do Senhor? Não temos o desfecho dessa história. Apesar de estarmos em plena era da graça, o Deus do Antigo Testamento não mudou. Se Ele puniu a Acã, não deixou impunes Ananias e Safira.
Busquemos, pois, no Deus de amor, a perfeição de nosso amor. Não basta amar mais do que antes, é urgente amar como nunca: perfeita e integramente. O perfeito e íntegro amor, embora suporte os maus, não pode tolerar o mal; apesar de amar o pecador, não pode indultar o pecado.

Um comentário:

  1. Ajudou-me muito em minha pesquisa; Deus vos continue abençoando.

    Azenate Ferreira

    ResponderExcluir

- Deixe o seu comentário;
- Assim que puder responderei;
- Faça desse espaço um lugar de crescimento espiritual;
- Grato por sua visita;
- Deus te abençoe.